Escolher sistema solar

Criado por & Incluido na categoria Energia Solar.

Nesta série de artigos, estamos a falar sobre a definição da energia solar, seu modo de funcionamento e as vantagens do seu uso. Se você perdeu o nosso primeiro artigo, pode conferi-lo aqui. Nele, nós falamos um pouco mais sobre a definição de energia solar e os tipos que existem.

Como a energia solar é capturada?

A depender do tipo de tecnologia que se está a usar é possível realizar a captura de métodos diferentes, sendo eles:

  • Indireto: métodos que necessitam de duas ou mais etapas      para converter a energia solar em energia que possa ser utilizada em nossas residências ou empresas, como, por exemplo, a energia heliotérmica, que se utiliza de uma turbina eléctrica a vapor.
  • Direto: métodos que necessitam de apenas uma etapa para que a energia capturada seja transformada em electricidade, como, por exemplo, a energia solar fotovoltaica que transforma a luz solar capturada pelas células fotovoltaicas em energia.
  • Sistemas passivos e ativos: os sistemas passivos são, em geral, métodos diretos, já os ativos se utilizam de dispositivos mecânicos para melhorar a coleta de energia.

Porque utilizar a energia solar é vantajoso?

A energia solar é considerada uma fonte de energia limpa e renovável, já que não polui o meio ambiente com gases tóxicos, não contribui para o agravamento de problemas ambientais e não se utiliza de uma fonte que irá se esgotar – como no caso dos combustíveis fósseis.

Dessa forma, podemos dizer que a principal vantagem do uso da energia solar está relacionado às questões de sustentabilidade e a preocupação com a melhoria do meio ambiente.

Mas, além do apelo sustentável, a energia solar possui outras vantagens quando comparada aos métodos tradicionais de obtenção de energia, como:

  • maior durabilidade dos equipamentos e baixo custo de manutenção, já que os sistemas solares fotovoltaicos, por exemplo, podem durar entre 25 e 30 anos;
  • diminuição das despesas com as faturas pagas mensalmente à rede pública. Com alguns anos, você receberá o valor do que investiu nos equipamentos e poderá dispor de lucro com a venda da energia gerada ou com poupança deixando de necessitar comprar energia da rede;
  • aumento dos incentivos governamentais pelo uso de energias alternativas e renováveis, o que faz com que as taxas de instalação sejam menores e os valores de venda da energia produzida seja vantajoso economicamente;
  • possibilidade de geração de energia em locais remotos, que não são abastecidos pela rede pública, como fazendas e sítios em zonas rurais, sistemas de iluminação de autoestradas, sistemas de satélites, entre outros;
  • saber que está a contribuir para que as próximas gerações possam aproveitar dos recursos naturais existentes em nosso planeta.

Por agora, ficamos por aqui, esperamos que tenha gostado. Continuamos no próximo artigo!

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *